Clicky

cursos Doutorado em Comunicação, Linguagens e Cultura


Ementas

 
IMAGINÁRIO E SABERES AMAZÔNICO
Estudo da questão da Amazônia é a sua diversidade entendida como um fenômeno complexo que demanda reflexão. Estudo do discurso que se constrói sobre a Amazônia e o problema de alteridade: eu x outro.
 
IMAGEM, LINGUAGEM E TECNOLOGIA NA ARTE
Estudo das relações entre arte contemporânea e novas tecnologias, enfocando as questões da imagem e sua relação com a arte e interfaces.
 
DISCURSO, LITERARIEDADE E FICÇÃO
Estudo da criação literária – conceito, natureza; as concepções aristotélica, expressiva e intelectualista do século XX. O texto – fenômeno de produção artística e a literariedade; a realidade e a ficção; as influências externas e internas; o texto literário e a censura; o texto na literatura popular.
 
NARRATIVAS: TRADIÇÃO E O CONTEMPORÂNEO
Estudo da narrativa na literatura ocidental: cosmogonia e mitos. As narrativas europeias de/sobre os indígenas brasileiros, as narrativas africanas e/ou afrobrasileiras, bem como os contos orais populares da Amazônia paraense. As narrativas literárias e a intertextualidade com textos publicitários, de artes plásticas, do cinema e outras possíveis “mídias de narrar”. As narrativas jornalísticas e os modos de dizer o ‘outro’. As reportagens como diálogos culturais e a relação entre autor, leitor e personagens.
 
SEMINÁRIOS AVANÇADOS DE PESQUISA
Estudo de pesquisas e artigos enfatizando os aspectos teórico-metodológicos dos seus trabalhos. Apresentação e discussão das propostas de tese, avanços analítico-interpretativos de pesquisa de tese e de artigos produzidos pelos doutorandos.
 
TÓPICOS ESPECIAIS EM COMUNICAÇÃO, LINGUAGENS E CULTURA
Estudo de questões atuais na pesquisa multidisciplinar em comunicação, arte e sociedade; os fluxos e interfaces; a produção comunicacional e artística multimídia e as formas de representação da sociedade; possibilidades criativas e teóricas; as antigas e novas formas de sociabilidade e sua relação com os meios.
 
ANÁLISE DO DISCURSO
Ementa: Compreende atividades científicas de pesquisa, ensino e orientação sobre sistemas de signos e processos de significação no campo dos fenômenos comunicacionais, em especial no contexto das linguagens verbal e não verbal escrita, falada e das diversas mídias, entendidas em suas implicações epistemológicas, históricas, sociais e tecnológicas.
 
ARTE, IDENTIDADE E CULTURA
Ementa: A constituição da arte no campo da cultura; observar a formação de identidades visuais, a valorização e desvalorização que ocorre na área do patrimônio artístico-cultural; e estabelece relações entre arte, cultura e memória com enfoque no processo identitário, nas questões relativas à área do patrimônio artístico-cultural de caráter material e imaterial, incluindo as ações educativas no âmbito da arte e do patrimônio.
 
O CAMPO COMUNICACIONAL: ASPECTOS TEÓRICOS E EPISTEMOLÓGICOS
Ementa: As teorias da comunicação e seus aspectos epistemológicos; correntes inaugurais e desdobramentos atuais; suas interfaces com as ciências sociais e com os estudos da cultura; sua especificidade como campo científico e as possíveis aberturas para o trânsito de conhecimento com os estudos da linguagem, da filosofia e das artes. 
 
METODOLOGIA DE PESQUISA E SEMINÁRIOS DE PROJETOS
Ementa: A disciplina se desenvolverá em dois momentos distintos:
Primeiro Momento – Terá como objetivo enumerar e definir os conceitos básicos sobre a produção de conhecimentos científicos, inclusive discutindo a questão da interdisciplinariedade, bem como definir os procedimentos para elaboração de uma pesquisa e enunciar e aplicar as normas técnicas de normalização científica. Tópicos: o conhecimento científico. O método científico tradicional. Abordagem sistêmica e interdisciplinariedade. A pesquisa científica: definição e modalidades. Procedimentos para a elaboração de uma pesquisa científica. Elaboração de tabelas, gráficos, mapas, questionários e formulários. Roteiros para elaboração de projetos e relatórios de pesquisa. Normalização científica. Análise de projetos e relatórios de pesquisa. 
Segundo Momento – A disciplina será desenvolvida a partir da proposta do projeto de pesquisa para elaborar a dissertação, com o uso intensivo da técnica de seminário. Prevê o acompanhamento personalizado do provável orientador a cada discente, desde a formulação da idéia inicial da investigação até a elaboração do projeto de pesquisa. Os projetos dos discentes serão discutidos através de seminários, onde participarão, além do orientador, os demais docentes e alguns professores permanentes.
 
CULTURA E REPRESENTAÇÕES DO CONTEMPORÂNEO
Ementa: Discutir o significado de representação, da identidade, espaço e tempo; imagem, sujeito e objeto nas formas simbólicas de relações. Estudar os grupos sociais em relação com a sociedade; os efeitos sociais da cultura dos meios de comunicação. 
 
IMAGEM, LINGUAGEM E TECNOLOGIA NA ARTE CONTEMPORÂNEA
Ementa: possibilitar a pesquisa e compreensão das relações entre arte contemporânea e novas tecnologias, enfocando as questões da imagem produzida por novas tecnologias e sua relação com a arte e interfaces com outras produções de linguagens.
 
DISCURSO, LITERARIEDADE E FICÇÃO
Ementa: No mundo contemporâneo, esfacelado de fissuras de ordem político social e cultural, a literatura surge como expressão privilegiada para expressar as vozes de representação desta multifacetada realidade. Assim é que esta disciplina visa ao estudo dos diversos discursos ficcionais e suas representações a partir de variadas modalidades de texto que faça confrontar mimeticamente o real e o imaginário.No desenvolvimento dos estudos, objetiva-se refletir acerca de representação ficcional da realidade, considerando como ponto de partida o processo de mímesis aristotélica.
 
IMAGINÁRIO, MEMÓRIA E IDENTIDADE AMAZÔNICA
Ementa: A questão da Amazônia, e a diversidade que lhe é peculiar, deve ser entendida como um fenômeno complexo que demanda reflexão. Desse modo, toda a discussão que envolve a literatura brasileira de expressão amazônica é perpassada, sem dúvida, pelo problema do espaço de enunciação. Assim é que em relação ao discurso que se constrói sobre a Amazônia está o problema de alteridade: Eu X Outro. Esta disciplina pretende ver autores os mais diversos que escreveram sobre a Amazônia e inscreveram-se em sua trajetória literária.
 
AS INTERFACES DA LINGUAGEM VISUAL, SONORA E VERBAL
Ementa: As matrizes lógico-semioticas e a formação das linguagens.Os códigos sonoros, visuais e verbais. A hibridização das linguagens e seus efeitos em campos como: jornal, rádio, televisão, revistas e mídias digitais.
 
ARTE, MODERNIDADE E PÓS-MODERNIDADE: RELAÇÕES E CONTRADIÇÕES
Ementa: Contribuir com o debate sobre as relações que se estabelecem entre modernidade e pós-modernidade, no contexto artístico, cultural e social, formulando um pensamento crítico sobre a linguagem plural e híbrida que constitui a arte contemporânea.
 
ARTE EM ESPAÇOS INSTITUCIONAIS E NÃO-INSTITUCIONAIS
Ementa: desenvolver um pensamento crítico relativo à arte em espaços institucionais e não-institucionais e analisar os procedimentos educativos que realizam a mediação entre arte e público.
 
ANÁLISES TERMINOLÓGICAS, GLOSSÁRIOS E VARIANTES
Ementa: A língua e seu caráter social; a terminologia como ‘ciência’ geral e como ‘ciência’ particular e interdisciplinar; terminologismo e lexicografia; terminologia e terminografia; os termos e as línguas de especialidades; nomenclatura; símbolos e sinais lingüísticos As questões epistemológicas e metodológicas em terminologia; o caráter didático do dicionário a pluralidade de dicionário. O glossário e seus múltiplos usos. Dicionário/vocabulário/glossário. Variantes conceptuais.
 
CIBERCULTURA E NOVAS FORMAS DE SOCIABILIDADE
Ementa: Convergência midiática e o surgimento da cibercultura. Novas formas de sociabilidades a partir do ciberespaço: ativismo político e formação de comunidades virtuais. Análise dos impactos da comunicação mediada por computador.
 
MÍDIA E VIOLÊNCIA
Ementa: As diversas faces da violência; violência e as relações de poder; mídia e violência simbólica; violência e espetacularização.
 
NARRATIVAS: A TRADIÇÃO E O CONTEMPORÂNEO
Ementa: A precariedade do ato de narrar, e tudo o que ele implica, evidencia o fato de que as teorias da narrativa devem reunir instrumentais para ler e interpretar tal precariedade. Assim é que esta disciplina objetiva estudar a narrativa da tradição, na ótica de Walter Benjamin, e atentar ao momento em que ela é absorvida pela crise de enunciação – da epopéia ao romance. Assim sendo não é demais nos debruçarmos sobre o narrador pós-moderno, teorizado por Silviano Santiago, bem como o narrador problemático de Theodoro Adorno, que nos auxiliam a compreender o complexo problema da crise do ato de narrar.
 
TÓPICOS AVANÇADOS EM COMUNICAÇÃO, ARTE E SOCIEDADE
Ementa: Questões atuais na pesquisa multidisciplinar em comunicação, arte e sociedade; os fluxos e interfaces; a produção comunicacional e artística multimídia e as formas de representação da sociedade; possibilidades criativas e teóricas; as antigas e novas formas de sociabilidade e sua relação com os meios.